28/01/2013

MEMÓRIA - FOTOS PANORÂMICAS DE SÃO MANUEL EM VÁRIOS TEMPOS

 1901

1903 

1904 

 1906

1906 

1907 
AO FUNDO A CONSTRUÇÃO DO PAÇO MUNICIPAL 

1908 

1910 

1920 

1928

1929

1939
FAZENDA SÃO MANUEL DO PARAÍSO

1939 
FAZENDA REDENÇÃO - VISTA AÉREA

1939
VISTA AÉREA DE SÃO MANUEL

1960


26/01/2013

COCA COLA - 1950

video

COCA COLA E FANTA - 1960

video

COBERTORES PARAÍBA - 1961

video

CASAS PERNAMBUCANAS - 1962

video

EMPREGABILIDADE - Qualidade no atendimento público.


Atendimento esta realidade sempre vem à tona em nossos comentários desta vez devemos ressaltar o atendimento de péssima qualidade que encontramos em varias repartições publicas.
Servidor publico é o ente contratado pelo órgão para atendimento a população na verdade são pagos pelos fartos impostos que a sociedade e obrigada a recolher, sendo assim devem retribuir o atendimento da melhor forma possível. É inadmissível que um contribuinte por ora patrão seja recepcionado de uma forma mal educada ineficiente e com falta de vontade.
Mais porque isto acontece? Entendo que o estado não prepara adequadamente, não orienta e não recicla este funcionário para o atendimento eficaz. Não o faz porque não tem a estrutura para fazê-lo. Podemos afirmar que alguns médicos prestam serviços de péssima qualidade porque muitas vezes estão impedidos de fazer exames precisos como de radiografias ou laboratoriais o que seria muito dispendioso a entidade. Por vez existe aquele funcionário que mesmo com toda a estrutura não presta um atendimento eficaz e adequado a população.
A questão do atendimento público é complexa, pois esbarra em varias situações entre elas a entidade, a estabilidade funcional, a insatisfação e também na estrutura.
Na entidade é a falta de investimento em equipamentos e conseqüente sucateando dos mesmos até que o serviço seja prestado de forma paliativa e primaria terminando por se tornar ineficaz trazendo ao contribuinte alem do sentimento da insatisfação o da impotência em perceber que não se pode contar o serviço embora ele exista. Daí surge à falta de condições mínimas para a execução do serviço pelo servidor.
A estabilidade funcional repousa o parâmetro que por ser o funcionário publico pouco ou nada se pode fazer, pois a estabilidade assegura a este uma certeza contra a dispensa. Este quesito é importante para que o funcionário não seja injustiçado na questão política e para evitar assedio e perseguições. O que muitos funcionários públicos não sabem que se comprovada o mau desempenho da função este pode responder um processo administrativo que vai da advertência, suspensão e ate a exoneração do cargo dependendo da gravidade do fato.
Na insatisfação repousa as frustrações do servidor, salário inadequado, falta de estrutura de trabalho, perseguições constantes. Este aspecto deve ser analisado como o servidor vê o ente publico. Servidor insatisfeito reflete a falta de perspectiva na vida presente e futura. O ente publico deve criar mecanismos de motivação de crescimento e investimento pessoal. Assim o servidor passa a dar importância ao seu trabalho.
Na estrutura é a incapacidade de alocar os funcionários em um ambiente adequado de trabalho, incapacidade de reengenharia e reestruturação do ambiente.
No entanto o que deve ser entendido é que o servidor publico é muito importante para o desenvolvimento do serviço publico mais deve atender com qualidade o contribuinte, afinal um sorriso, simpatia e eficácia não faz mal a ninguém.
A relação interpessoal entre servidor e contribuinte deve ser sempre observada de maneira a satisfazer um lado pela eficiência do outro que presta o serviço.
Matéria publicada no Jornal o Debate

EMPREGABILIDADE - Seres insubstituíveis nas empresas.


Em muito vejo pessoas que desempenham suas funções como perfeitos donos da posição, pessoas que se prejulgam insubstituíveis acima do bem e do mal, alguns as exercem com estrelismo, demonstram perfeito conhecimento do exercício da função, se aprofundam e muito com o intuito de estarem na lista de necessidade da empresa.
Na verdade o indivíduo que acredita ser insubstituível começa no aprofundamento técnico da função aprende todas as situações que acredita ser necessária para ter certa estabilidade se mostra competente e apto ao desenvolvimento apresentando-se prestativo se coloca com uma sabedoria incomum. Nada mal para aquele que quer crescer na empresa, seria uma situação positiva e normal se fosse só isso. Passada a fase do desenvolvimento começa acumular o conhecimento só para ele e com o passar do tempo tenta monopolizar as informações e chega ao ponto em que todos no setor tenham algum tipo de dependência deste.
Na ultima fase deste diagnostico distorcido de competência profissional o funcionário começa a se tornar vaidoso, prepotente e com uma confiança elevada ao ponto de não observar seus defeitos sua arrogância, tornando-se desagradável do convívio inter pessoal. Nesta fase o funcionário acredita que esta insubstituível que a empresa tem uma autodependência ao ponto de entender que esta que tem que se adequar a ele e não o funcionário nas normas da empresa. Ele é a norma por ali.
Que engano! No meio corporativo como entre ouros meios o ser insubstituível esta fadado ao fracasso, não obterá êxito em sua ilusória estabilidade de emprego. Sempre existirão pessoas para desenvolver a função de outro funcionário seja com o mesmo brilhantismo ou não. Tudo é questão de adaptação.
Nunca confunda talento com estabilidade pessoal de emprego. Talento é o franco desenvolvimento de uma atividade com habilidade e discernimento.
Profissionais são contratados para desenvolvimento técnico de uma atividade e não para que sejam estrelas no seu ambiente de trabalho, empresas não dão oportunidades para estrelas corporativas e sim para competência profissional.
O pleno desenvolvimento do ser humano passa pela capacidade do desenvolvimento das habilidades técnicas e interpessoais assim ofereça para a empresa seu comportamento profissional e sobretudo, sua atitude de contribuição ao crescimento de todos.
Matéria publicada no  jornal  O Debate. 

EMPREGABILIDADE - Ambição para buscar o sucesso.



Adquirir sucesso na vida pessoal profissional requer a habilidade do planejamento. A arte de planejar em tudo ajuda desta forma a vida pode ser melhor quando parte da organização. Planejamento é a organização ordenada de atividades e métodos para se atingir um objetivo, no entanto para atingir o objetivo é necessário que cada meta seja ajustada para tal. Meta é a programação e a rotina para o sucesso da missão pretendida.
Um exemplo clássico para a obtenção do sucesso é aquele da viajem, quando se vai á algum lugar que não se conhece qual método utilizamos? O de olhar no mapa ou o de simplesmente ir, qual das duas hipóteses é melhor? Se programar ou efetivar a atividade desordenadamente?
Sucesso, no entanto não é algo que pautamos em ter quando queremos. O sucesso é a conseqüência da visualização de um sonho de um desejo que passa por uma construção gradativa alicerçada na rotina do estudo. Algumas pessoas simplesmente aceitam a vida como está outras pessoas preferem lutar, crescer atingir objetivos, correr atrás de uma vida melhor é isto que move os seres que sonham com uma condição de vida digna.
Mais o que move as pessoas a desejar uma vida melhor? A resposta é simples e se chama ambição. Todos nos ambicionamos algo ao contrario em que muitos pensam ser ambicioso não e ser mesquinho e egoísta estas características negativas nada tem haver com ambição o sinônimo para tal é desejo, então é o desejo que nos move a estudar, trabalhar, querer ter um bom salário enfim sermos vencedores. É a ambição que nos move que nos projeta que nos faz sonhar, devemos ser ambiciosos todo o tempo a ambição de ganhar dinheiro de ter uma boa família de ser uma pessoa do bem. Ambição é algo positivo, é o combustível para as conquistas.
As pessoas devem ser ambiciosas querer sempre mais, correr, investir, não ter preguiça. Não se pode aceitar a vida parado como se nada acontecesse, precisamos ter perspectivas todos os dias, as perspectivas são importantes.
Enfim não se consegue o sucesso sem ter o desejo ou a ambição dentro de si. Assim vamos ambicionar em 2013 uma condição mais digna de vida, mas para isso é necessário ter planejamento e cumprir etapa por etapa em administração chamamos de meta.
Que o ano de 2013 seja regado em satisfações e que as frustrações sofridas em 2012 sejam traduzidas no ano que vira como aprendizado para futuros acertos. 
Matéria publicada no  jornal O Debate

EMPREGABILIDADE - Fofoca no ambiente de trabalho.



O ambiente de trabalho necessita de ser sadio para o bom desenvolvimento das ações, ocorre que nestes ambientes por serem feitos por pessoas as relações podem ser conturbadas. Assim o fofoqueiro ou a pessoa que faz comentários maliciosos sobre a vida alheia se torna um personagem a parte neste ambiente, um personagem negativo. Empresas hoje observam em muito esta característica negativa em funcionários para que possam eliminá-las.
Fofoca é o comentário malicioso que se faz sobre a vida de um terceiro com o intuito de lhe diminuir, prejudicar. Pessoas que utilizam deste expediente são geralmente carentes e querem chamar a atenção, precisam de atenção, algumas corporações afirmam que o fofoqueiro chega a ser mau caráter, no entanto as empresas observam e exigem cada vez mais a postura profissional. A fofoca gera conflitos no ambiente de trabalho é prejudicial à produtividade do mesmo e é difícil de ser evitada, aquela conversinha de corredor o ouvido atrás da porta as atenções voltadas a tudo e a todo o ambiente são situações mais comuns do que se imagina.
O necessário para quem é funcionário é identificar quem faz a fofoca evitar esta pessoa. Identificar um fofoqueiro é fácil é a pessoa que esta sempre por dentro de tudo que acontece na vida dos outros, parece um radar, se interessa e muito pela vida particular de todos os funcionários, não é confiável e não segura segredos.
Para evitar que fofoqueiros façam comentários de sua vida é necessário que a vitima em principio confronte-os sobre a fofoca feita. Agora se você não quer ouvir fofocas sempre que o fofoqueiro lhe falar algo não de atenção ele gosta de atenção, lhe da prazer ser o primeiro a dar a noticia.
Condutas e posturas no trabalho hoje é exigência e não qualidade precisa-se observar que algumas atitudes são perniciosas e podem causar uma doença crônica nas relações de trabalho, portanto é necessário que a atitude de falar mal da vida de terceiros seja completamente extirpada do ambiente de trabalho, pois aquele que fala da vida das pessoas não tem a mínima ética e sempre tumultua o ambiente de trabalho.
Seres humanos devem respeitar sempre seus limites e nunca achar que devem ultrapassá-los não é conveniente, saudável e educado. Respeito é tudo.   

 Matéria publicada no jornal O Debate

EMPREGABILIDADE - Mau atendimento no comercio é uma realidade.



Em muito venho reparando o péssimo atendimento de funcionários em estabelecimentos comerciais. Com rostos fechados não esboçam um sorriso, um agradecimento, o que esta acontecendo? O questionamento se faz obrigatório vez que é grande à incidência de pessoas que mais parecem infelizes no exercício da função.
Deve-se notar que alguns estabelecimentos não estão preparando seus funcionários como deveriam o trato humano esta ficando ao lado frente à grande exigência do mercado em se atualizar em programas de informática, estoque, caixa, cumprimento de metas cada vez mais sufocantes.
Empresas têm preparado seus funcionários para exercerem funções que são primordialmente de contato humano como perfeitos robôs, padronizam tudo menos o atendimento. Não os orientam como deveria ser o atendimento. Normas simples de conduta como as da boa educação (boa tarde, bom dia) um bom sorriso para recepcionar o cliente.
Desta forma as conseqüências são as de perda de clientes. O comerciante deve encantar o mesmo e não espantá-lo. Em nosso município vejo esta pratica de ser mal atendido em uma crescente. Em tempos de crise onde o comercio tenta sobrepor todas as dificuldades possíveis é necessário que o comerciante tenha seu diferencial. O atendimento de qualidade certamente é um grande aliado.
No entanto o empregado deve ser orientado para a conduta de bom atendimento o que não acontece, também tem aquele funcionário que se molda a personalidade de seu patrão, se ele é grosseiro o colaborador assimila isto e transfere aos clientes.
Houve  o caso que um dia procurei o gerente de um posto de gasolina para lhe parabenizar pelo atendimento de seus funcionários e ao conversar com o mesmo entendi porque ali todos atendiam bem, o gerente tratava a todos com respeito e educação e esta conduta era transferida aos clientes. Os funcionários trabalhavam a vontade e felizes vez que eram reconhecidos como seres humano.
Seres humanos devem ser tratados com respeito seja empregado ou cliente. Acredito que alguns que dirigem seu negocio deveriam aprender a habilidade gerencial que é essencial para a vida do estabelecimento o tratamento inter pessoal.
Pessoas mal humoradas, sem o mínimo de respeito que não olham nos olhos e não são atenciosas não servem para trabalhar no comercio seja como patrão ou como empregado.
Matéria publicada no Jornal o Debate

BISCOITO SÃO LUIZ - 1960

video

AÇUCAR UNIÃO - 1950

video